23 de nov de 2013

5 motivos para amar Olaf, personagem de "Frozen", o novo filme da Disney

Olaf - Frozen: Uma Aventura Congelante

Frozen: Uma Aventura Congelante é a mais nova animação da Disney. O filme estreará no dia 27 de novembro nos Estados Unidos, mas só chega por aqui no dia 3 de janeiro. O filme conta a jornada de Anna ao lado do radical alpinista Kristoff e da sua leal rena Sven para encontrar sua irmã Elsa, cujos poderes gelados condenaram o reino de Arendelle a enfrentar um inverno sem fim. Numa corrida contra o tempo para impedir o reino de ser destruído, Anna e Kristoff encontrarão trolls místicos, baixíssimas temperaturas e muita magia em todos os lugares (obrigado pela sinopse, Disney!).

Frozen promete ser ainda mais divertido que Enrolados, e boa parte disso se deve ao personagem que, com certeza, vai roubar toda cena do filme: Olaf! Quer saber quais são as 5 razões pra você amá-lo desde já? Então continua depois do pulo! VEM, TEM GIF!

22 de nov de 2013

Resenha: Seis Coisas Impossíveis, de Fiona Wood



Título original: Six Impossible Things
Editora: Novo Conceito | Páginas: 272
Ano de lançamento: 2013
ISBN: 978-85-8163-325-1
Seis Coisas Impossíveis é um lançamento de outubro desse ano da Editora Novo Conceito. Escrito pela australiana Fiona Wood, que é formada em Artes e é roteirista de TV, Seis Coisas Impossíveis é o livro de estreia da autora, lançado originalmente em 2010.

Nosso personagem principal e também narrador é Dan Cereill. O garoto de 14 anos está passando pela pior fase de sua vida. Seu pai faliu, assumiu que é gay e se separou de sua mãe, tudo de uma vez só! A casa que a família morava é tomada pelo banco e leiloada. O garoto vai morar com sua mãe numa casa antiga da tia-avó dela que faleceu. Sua mãe apenas tem o direito de usufruir da casa enquanto estiver viva, pois após isso a casa será tombada pelo Patrimônio Histórico. Agora sem pai, com a mãe desempregada, sem grana, sem casa própria e o conforto que estava acostumado, Dan ainda tem que encarar uma nova escola. Em meio a tudo isso, surge uma bela "distração" para ele: Estelle, a vizinha por quem ele se apaixona. É aí então que Dan cria uma lista de seis coisas impossíveis:


1. Beijar Estelle
2. Arrumar um emprego
3. Dar uma animada na mãe
4.Tentar não ser um nerd/loser completo
5. Tentar falar com o pai quando ele liga
6. Descobrir como ser bom

19 de nov de 2013

Finalmente aqui: Livraria Leitura do Parque Shopping Maceió

Livraria Leitura - Parque Shopping Maceió

Na quinta-feira retrasada, dia 7 de novembro, o Parque Shopping Maceió foi inaugurado. É... Mais um shopping pra saciar as necessidades consumistas do povo alagoano! O novo shopping traz várias lojas que são novidades por aqui; mas vamos focar na única coisa que interessa: a Livraria Leitura! ♥

Desde que eu soube que uma livraria decente finalmente abriria as portas na minha cidade, entrei num estranho processo de empolgação. Quando faltavam poucos dias para a inauguração, eu já estava procurando fotos do local na internet... Deixemos minha empolgação de lado e vamos falar dessa coisa linda, espaçosa e recheada de livros!

30 de ago de 2013

5 livros do gênero jovem adulto pra você ficar de olho!

Livros pra ficar de olho!

Olá, galera! No post de hoje, vim falar sobre 5 livros que têm recebido boas críticas lá fora e que você já pode (e deve) ficar de olho, ou pra comprar o original no Book Depository (se você for do tipo que não aguenta esperar!) ou pra torcer pra que as editoras nacionais os lancem no Brasil. A maioria deles vêm da lista dos melhores livros dos gêneros Teen e Young Adult do primeiro semestre de 2013 da Amazon americana, outros foram descobertas de quando eu passeava pelo Publishers Weekly. Continua depois do pulo!

29 de ago de 2013

Resenha: O Enigma da Borboleta, de Kate Ellison



Título original: The Butterfly Clues
Editora: Leya | Páginas: 312
Ano de lançamento: 2013
ISBN: 9788580447408
O Enigma da Borboleta é um lançamento de março desse ano da Editora Leya. Romance de estreia de Kate Ellison, o suspense tem Penelope Marin como protagonista. Penelope, ou simplesmente Lo, é uma adolescente com TOC (transtorno obsessivo compulsivo) e cleptomania. Numa saída noturna pela cidade, após cometer um pequeno furto, Lo ouve sirenes e resolve se esconder no terreno de uma casa. Encostada na parede, abaixo de uma janela, a jovem ouve um barulho. Tiro. E ele veio em direção à janela acima dela. Assustada e com a mão esquerda sangrando, Penelope foge e finalmente consegue pegar um ônibus de volta pra casa.

No dia seguinte, sua mãe comenta com ela sobre o assassinato de uma garota e Penelope logo se dá conta de que quase presenciou esse crime. A garota morta morava na casa onde ela tinha se escondido na noite anterior. Como que por força do destino, as páginas seguintes envolvem Lo à vítima Sapphire, e a nossa protagonista logo se vê determinada a descobrir quem a matou e quais foram as razões. Em meio ao mistério em torno do crime, Lo também enfrenta os rastros que a morte de seu irmão Oren deixou: um pai distante, uma mãe depressiva e a acentuação de seus transtornos comportamentais. Ah, sem esquecer do Flynt (!), um garoto muito amigável e cativante, mas que é uma incógnita para o leitor e para Penelope. Será que dá pra confiar nele?
O Enigma da Borboleta foi uma surpresa boa. Na verdade, eu não tive expectativas grandes nem pequenas sobre este livro, apenas torci por uma história boa, mas a narrativa e os personagens cativantes me surpreenderam. Penelope é intrigante com suas manias, e Kate Ellison a construiu muito bem. A narrativa em primeira pessoa nos aproxima da personagem e de seus pensamentos, principalmente os que alimentam seus transtornos. Estou quase fazendo o meu tap tap tap banana (você vai ter que ler pra descobrir do que eu estou falando! há!). O desfecho é muito bom, mas não quero demonstrar minhas emoções quanto ao final pra não soltar spoiler!

A capa brasileira é muito bonita e tem uma relação com o TOC de Lo. Mas não sei como está a edição física, já que este foi meu primeiro e-book lido! Sim! Finalmente li um e-book e a experiência foi muito boa. Apesar de ter lido no iPad e não num e-reader, gostei muito do processo de leitura, o que só me deixou mais animado para comprar um Kindle. Mas voltando ao livro... Seja versão física ou digital, está super recomendado!

5 de jul de 2013

Filme: Minha Mãe é uma Peça

Minha Mãe é uma Peça - O Filme


Pra quem, como eu, já curtia o programa 220 volts do canal Multishow com Paulo Gustavo, já era de se esperar uma empolgação enorme pra ver o filme "Minha Mãe é uma Peça." O filme, na verdade, é uma adaptação da peça de teatro homônima, mas dona Hermínia também aparece no 220.

A comédia nacional atraiu mais de 1 milhão de pessoas para os cinemas em menos de dez dias de exibição. Aposto que um amigo seu já comentou com você sobre esse filme! Continua depois do pulo pra saber um pouco mais sobre essa história divertida e que rende bons risos! ;)

30 de jun de 2013

Promoção de Férias - Sorteio de 10 livros


O Música, TV etc. junto com o Páginas da Estante e mais 8 blogs estarão sorteando 10 livros! Serão quatro livros à escolha do primeiro ganhador, 3 livros à escolha do segundo ganhador, e os 3 restantes para o terceiro ganhador.

20 de jun de 2013

Resenha: O Silêncio das Montanhas, de Khaled Hosseini


O Silêncio das Montanhas - Khaled Hosseini

Título original: And the Mountains Echoed
Editora: Globo Livros | Páginas: 348
Ano de lançamento: 2013
ISBN: 978-85-250-5408
Abdullah vive em condições precárias na aldeia Shadbagh, no Afeganistão. Sua mãe faleceu ao dar à luz sua irmã Pari, quando ele tinha 7 anos. Depois disso, seu pai Saboor se casou com Parwana. Saboor teve dois filhos com a nova esposa, Omar e Iqbal. O primeiro morreu durante um rigoroso inverno e, desde então, Saboor se culpa por não ter tido condições suficientes para que o filho sobrevivesse ao frio. Agora Parwana está grávida de novo, e surge uma oportunidade de Saboor ganhar dinheiro para evitar uma nova morte na família.

Nabi, irmão de Parwana, trabalha para os Whadati, casal rico que vive na cidade de Cabul. Nabi leva Nila para conhecer a família de sua irmã Parwana, e a moça se encanta por Pari. Nila vive um tanto angustiada por não poder ter filhos, e sente um certo vazio em sua vida. Nabi então tem uma ideia que trará angústia e tristeza para Abdullah. Sua irmã Pari acaba sendo vendida ao casal para que o pai possa ajudar à sua família necessitada.

Depois de quase 5 anos desde o lançamento de seu último livro, A Cidade do Sol (que é um dos meus livros favoritos), Khaled Hosseini volta às lista de livros mais vendidos com O Silêncio das Montanhas. Minha felicidade foi enorme ao saber que teria livro novo do Khaled vindo nesse ano. Foi com O Caçador de Pipas que criei o gosto pela leitura, então o autor tem um lugar especial no meu coração, até porque suas histórias são incríveis. Khaled tem uma narrativa peculiar e abordagens profundas e marcantes em histórias que se passam no Afeganistão, conseguindo muito bem transmitir uma realidade tão diferente da nossa ocidental.

Em O Silêncio das Montanhas o autor atravessa seis décadas e quatro países para contar a história dos irmãos que foram separados. O livro já começa com uma história de partir o coração, preparando muito bem o leitor para tudo que há de vir nas próximas páginas. A narrativa tem um ritmo louco, que vai e volta, mas que me pareceu muito surpreendente. Ao final da leitura foi como se eu tivesse lido vários livros, e olha que são só 348 páginas. Khaled desenvolve muito bem vários personagens ligados à trama principal, e traz tramas secundárias tão fortes quanto a principal. Cada personagem tem suas grandezas e fragilidades expostas. Que o leitor esteja preparado para viajar no tempo, desvendar aos poucos e descobrir novas ramificações.

É uma coisa engraçada, Markos, mas normalmente as pessoas veem a coisa ao contrário. Elas pensam que vivemos pelo que queremos. Mas o que as conduz é o que elas temem. O que elas não querem.

O título do livro, tanto o original quanto o da edição brasileira, tem forte relação com a história do início. Mas se as montanhas ecoaram (And the Mountains Echoed), então não houve exatamente um silêncio por parte delas, não é? Achei a capa brasileira um tanto sóbria demais. A tipografia lembra (se é que não é a mesma) a usada nos dois primeiros livros do autor publicados no Brasil pela Nova Fronteira. A ideia de misturar na capa fotografia de pessoas com pintura também não foi legal. As capas internacionais são muito mais fortes tanto por suas cores quanto por seus significados (joga "And the mountains echoed" no Google Imagens!). Encontrei alguns erros de revisão, mas nada drástico; e achei burrice da Globo Livros fechar parceria de exclusividade do e-book com a Livraria Cultura, privando os usuários do Kindle da Amazon.

Foi muito bom poder voltar a ler Khaled Hosseini, desfrutar de tamanha sensibilidade! O Silêncio das Montanhas é recheado de situações tristes e comoventes, histórias que ecoaram a partir do que se perdeu depois da viagem pelas montanhas, do último trajeto percorrido por Pari e Abdullah; ecos de perda, covardia, frustração, mas também ecos de coragem, dedicação e esperança.

Baba Ayub não entendia.
Assim como não entendia por que uma onda de alguma coisa,
como a parte final de um sonho triste,
sempre o envolvia quando ouvia o toque da sineta,
surpreendendo-o todas as vezes, como uma inesperada lufada de vento.
Mas depois passava, como passava todas as coisas. Passava.

26 de mai de 2013

Resenha: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, de Ransom Riggs


O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares

Título original: Miss Peregrine's Home for Peculiar Children
Editora: Leya | Páginas: 333
Ano de lançamento: 2012
ISBN: 978-85-8044-267-0
"O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares" é o primeiro livro que recebi de parceria com a editora Leya. Quando fui pesquisar sobre o livro, logo me vi atraído pela capa super misteriosa e sinistra. Como se não bastassem título e capa super intrigantes, o livro ainda traz várias fotos bizarras por todos os capítulos. É difícil não se sentir atraído por esta leitura quando se tem tanta coisa interessante para ver.

De início, esperei uma história de terror, e que esse livro fosse um daqueles que você evita ler à noite. Tudo bem que as fotografias são bizarras o suficiente pra gerar esse "medinho," mas o começo do livro é até tranquilo. Mas não cometa o mesmo erro que eu; "O Orfanato" é um livro de fantasia, sobrenaturalidade e aventura. Digo isso porque eu costumo evitar sinopses ao iniciar algumas leituras, e evitei saber muito ao ler esse livro. O problema é que o começo me enganou e me fez achar que a história levaria um rumo totalmente diferente do que foi.

Jacob é neto de Abraham Portman e cresceu ouvindo as histórias estranhas e fantasiosas de seu avô, que passou a infância num orfanato no País de Gales, onde se refugiou da 2ª Guerra Mundial. Abraham mostrava ao neto as fotografias estranhas de crianças com "poderes especiais", crianças com as quais ele cresceu no orfanato. Já aos 16 anos, Jacob encara as histórias de seu avô de outra forma, sem a inocência de acreditar nelas e nos monstros que seu avô afirmava existirem.

Quando Abraham é atacado por um bicho misterioso no quintal de sua casa, Jacob vai até a casa de seu avô e acompanha seus últimos minutos de vida. Nessa última conversa, Abraham parece falar coisas sem sentido para Jacob. Quando seu avô se vai, Jacob verifica pela última vez o matagal dos fundos da casa e é surpreendido pela visão de uma criatura horrenda. Após isso, Jacob é assombrado por pesadelos com a criatura estranha que visualizou, e seus pais acham que o filho enlouqueceu e o garoto passa a se consultar com o Dr. Golan, psiquiatra.


Jacob decide visitar a ilha onde Abraham morou quando criança, para desvendar os mistérios que o perseguem e tentar entender as últimas palavras que seu avô lhe deixou. O Dr. Golan acaba aceitando a viagem e diz ao pai de Jacob que será bom para a recuperação do trauma. Juntos, Jacob e seu pai viajam até uma ilha remota na costa do País de Gales. Lá, ele encontrará o Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares em ruínas, e a partir daí a grande aventura começa.

O livro é contado em primeira pessoa e a narrativa flui bem. As fotografias, assim como a diagramação muito bonita, geram uma experiência de leitura muito legal. Ransom Riggs estima ter visto 10.000 fotos para escolher as aproximadamente 50 contidas no seu romance de estreia. Apesar de todas as atrações, a história não me encantou. Talvez funcionasse melhor pra mim se trouxesse ilustrações em vez de fotografias, já que, como são fotos de arquivos diferentes, acontece de mais de uma pessoa representarem um mesmo personagem, o que acaba interferindo na ligação entre as fotografias e a trama. Contudo, "O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares" é um prato cheio pra quem gosta de aventura com uma boa porção de sobrenaturalidade (e até uma pitada de romance).

30 de abr de 2013

Futuras Leituras #6 - How to Love e As Violetas de Março


Tem livro que a gente não quer nem saber da história. Bateu o olho, achou a capa linda, TEM QUE LEVAR! Atitude um tanto "errada", já que livros vendem histórias, e não capas. Mas... Capas vendem livros! Se não tivesse essa cor de fundo, eu não daria a mínima pra How to Love, romance de estreia de Katie Cotugno, que será lançado dia 1 de outubro nos Estados Unidos. Mas os sortudos que forem para a Book Expo America em maio poderão obter uma cópia de revisão do livro!

26 de abr de 2013

Conheça "Happier", a rede social que te faz mais feliz

Happier - Rede Social

A Happier é uma rede social inspirada numa pesquisa que mostra que focar no positivo e compartilhar coisas boas com pessoas com as quais você se importa faz você mais feliz, mais saudável e mais produtivo. É esse ambiente de muita positividade que você vai encontrar por lá.

23 de abr de 2013

5 coisas que "já deu" em Pretty Little Liars

Pretty Little Liars

Com o perdão do Português, o post de hoje é sobre a queridinha Pretty Little Liars. A série das mentirosas é meu guilty pleasure e o de um monte de gente por aí, e volta na sua 4ª temporada no dia 11 de junho nos Estados Unidos.

Todo mundo quer saber quem é -A e os motivos por trás dessa loucura toda envolvendo a morte de Alison. Mas depois de três temporadas, um monte de coisa já deu! PLL tem rendido muita grana pra ABC Family, e quando o compromisso com a audiência e lucro é maior que o compromisso com o roteiro e a qualidade da série, o negócio começa a desandar... Vamos listar 5 coisas que não colam mais no universo de Rosewood? Vem!

10 de abr de 2013

Filme: Jovens Adultos

Charlize Theron - Jovens Adultos (Young Adult)


Aparentando ser apenas mais uma comédia sem noção, Jovens Adultos (Young Adult) surpreende ao mostrar a cômica e trágica realidade de uma adulta frustrada. Você pode até invejar a beleza de Charlize Theron, mas não desejará estar como ela neste filme daqui a alguns anos.

Mavis Gary (Charlize Theron), 37 anos, divorciada, é uma escritora de livros do gênero jovem-adulto. Ela retorna para sua cidade natal para tentar reconquistar seu ex-namorado dos tempos do ensino médio, Buddy Slade (Patrick Wilson), agora casado e pai de uma filha recém-nascida. Ao olhos de Mavis, Buddy está infeliz, e ela, é claro, tratará de trazer a felicidade de volta para ele. Será? Vem ler mais depois do pulo!

15 de mar de 2013

Na Minha Caixa de Correio #10 - "NÃO TENHO TEMPO" É DESCULPINHA

Na Minha Caixa de Correio - MúsicaTVetc
Meme criado pela Kristi do blog The Story Siren
Sim! É um novo Na Minha Caixa de Correio cheio de livros legais AND bônus! \o/ Espero que gostem e me ajudem no pedido desesperador sobre a minha luta contra o tempo (uma definição um pouco exagerada).



13 de jan de 2013

Filme: A Escolha Perfeita (Pitch Perfect)



A Escolha Perfeita (Pitch Perfect) tem estado entre os filmes mais baixados no iTunes, e também entre os álbuns mais baixados da loja. Foi isso que me fez assistir ao filme; fiquei curioso para saber o motivo de tanto sucesso. O fato de ser um filme musical também ajudou, e lá fui eu assistir sem ter lido nenhuma sinopse.