14 de out de 2012

Filme: Bebê de Outubro (October Baby)



Posso dizer, sem dúvidas, que October Baby é o filme mais lindo que assisti esse ano. Vi uns gringos elogiando o filme no Twitter e resolvi assistir sem muita pretensão. Não vi trailer, não li sinopse e a surpresa foi muito boa! Descobri que o filme será lançado em DVD esse mês no Brasil, pela BV Films, com o título "Bebê de Outubro", e que há uma adaptação literária que já estou doido pra ler!

Queria muito poder te convencer a assistir ao filme sabendo pouco dele. Nada de trailer, nada de sinopse, assim como foi comigo. Se você topar, pula para o parágrafo depois da próxima imagem, mas se você realmente quiser saber do que se trata... (VAI, PULA O PARÁGRAFO QUE AINDA DÁ TEMPO!) Bem, o filme conta a história de Hannah (Rachel Hendrix), uma estudante universitária de 19 anos. Na noite da sua estreia teatral da faculdade, Hannah tem um colapso no palco antes de terminar suas primeiras falas. Depois de vários exames médicos, todos os sinais apontam para um fator determinante: o parto difícil de Hannah. Essa revelação não é nada comparado ao que seus pais a contam depois disso: ela foi adotada... depois de uma tentativa mal-sucedida de aborto. Confusa e irritada, Hannah procura apoio de Jason (Jason Burkey), seu amigo de infância. Encorajada por ele, ela sai numa road trip com um grupo de amigos para descobrir mais sobre o seu passado.


Antes de tudo, Rachel Hendrix é uma fofa! Ela atuou SUPER bem! Aliás, todo o elenco atua muito bem nesse filme.  Não poderiam ter feito escolha melhor. Ela caiu como uma luva na personagem, toda doce, linda e emotiva. Também rolou uma química muito boa com o Jason Burkey. A "amizade romântica" dos dois é muito gostosa de se ver! É preciso elogiar o figura do Chris Sligh, no papel de B-Mac! Ele é muito divertido, juntamente com o Austin Johnson, que interpretou o Truman, amigo louco do Jason. Shari Rigby (Cindy) foi uma surpresa incrível, e você vai precisar ver o filme até o final (mesmo!) pra entender o que eu estou falando.

Bebê de Outubro tem uma trilha sonora muito presente (não basta gostar do filme, tem que baixar a trilha sonora <3). Ela é leve e serena, e inclui músicas do Chris Sligh, que também é cantor e até participou do American Idol em 2007 (tem até uma referência escondida no filme haha). A fotografia é linda e a direção é maravilhosa! Apesar de todo o peso dramático da história, o filme é bem vívido. Tem romance, drama e comédia perfeitamente equilibrados. A road trip, apesar de curta, é muito boa! Ela foi um contrapeso ideal para a trama. Poderia ter durado mais, mas foi suficiente.

O que mais posso dizer? É um filme lindo, foi uma ótima surpresa e trata de um tema polêmico de uma forma muito bonita. É uma história que, com certeza, gera discussões e faz qualquer um pensar no assunto após assistir. Vale muito a pena!

Nenhum comentário:

Postar um comentário