4 de jul de 2012

Resenha: Você Está Sendo Vigiado, de Gregg Hurwitz

Sinopse: Patrick Davis tinha um sonho: ver seu nome nos créditos de um filme. Mas não imaginava o preço que teria de pagar por isso. Logo depois de vender seu primeiro roteiro a um estúdio, sua vida entra em colapso. Ele não consegue se firmar como roteirista de Hollywood e, para piorar, seu casamento mergulha numa crise. Misteriosamente, Patrick passa a receber DVDs com gravações dele e da esposa dentro de casa. Após descobrir câmeras escondidas, o casal procura a polícia. Dias depois começam as ligações e os e-mails anônimos propondo um acordo para que tudo volte ao normal. Desesperado, ele não hesita em aceitar a oferta. Mas sua decisão se revela um erro. Logo ele se vê envolvido numa rede de intrigas que pode custar sua vida e a das pessoas que ama. Cada vez mais acuado, Patrick percebe que só há uma saída: superar seus inimigos ocultos no próprio jogo deles.

Você Está Sendo Vigiado
Autor: Gregg Hurwitz
Título original: They're Watching
Editora: Arqueiro
Avaliação: 3/5


Você Está Sendo Vigiado tem título e capa bastante atrativa para quem gosta de um bom suspense, além de uma sinopse bem intrigante, claro. A ideia de, do nada, começar a receber DVDs em que você aparece nas filmagens pode te fazer pensar em mil e uma coisas por trás disso. Mas será que alguém no mundo vai ter a capacidade de descobrir o desfecho desse livro? Não. Se você conhecer alguém que foi capaz disso, fuja dele. É provável que essa pessoa seja perigosamente inteligentíssima (ai, que exagero, Gabriel!). E vai que ela usa essa inteligência toda pra vigiar você? Ui!

Patrick Davis é um professor de inglês apaixonado por cinema desde pequeno, e que sonha em ter um roteiro de sua autoria vendido para algum estúdio de Hollywood. Seu sonho é realizado quando uma agente se mostra interessante por "Você Está Sendo Vigiado" (sim, o nome do livro é o nome do filme da história). O filme conta a história de um banqueiro de investimentos que, sem querer, troca de laptop após faltar energia no metrô. O crime organizado e a CIA começam a perseguir o sujeito.

Patrick tem um desentendimento com Keith Conner, ator principal do filme que exigia mudanças no roteiro. Durante a discussão, Keith acabou escorregando e batendo o rosto numa estante do trailer, mas o espertinho tratou de dizer pra todo mundo que Patrick o empurrou. Uma contusão no ator principal atrasaria as filmagens, então Patrick acaba sendo afastado do set de gravação e processado injustamente por Keith e o estúdio.

Ocupado com tanto trabalho após a venda de seu roteiro, a relação de Patrick com sua esposa Ariana se esfria. Patrick ignora as ligações da esposa para o estúdio, e, como se não bastasse, quem atende uma dessas ligações é Keith Conner. O sujeito aproveita a situação após a briga e trata de dizer para Ariana que o marido dela está num trailer com uma das atrizes do filme, como todas as noites, e pediu para não ser incomodado. Ou seja, Keith estava determinado a lascar a vida de Patrick!

Depois de algum tempo após essa sucessão de acontecimentos, Patrick, que a essa altura se sentia um fracassado, recebe o primeiro DVD com imagens do dia-a-dia dele e da esposa. Quem está vigiando o casal? O que eles querem com isso? É só uma ~pegadinha~? Será que o maldito Keith Conner está envolvido? O roteiro de "Você Está Sendo Vigiado" não traz uma boa imagem da CIA... Será que a instituição está por trás dessa história? Nossa! Dá pra sacar que essa confusão toda vai requerer muita coragem, esperteza e paciência do nosso mocinho, né? Coitado! Após receber mais dois DVDs, uma pessoa envolvida liga para Patrick com voz disfarçada propondo um acordo. Ele não pode contar nada para a polícia e deve seguir as instruções que receberá por e-mail. A partir daí a coisa só se enrola...

Achei "Você Está Sendo Vigiado" um livro bom, mas me decepcionei com o desfecho e as inúmeras reviravoltas (mas há quem goste disso!). Gregg Hurwitz usa algumas fórmulas "batidas" durante a narrativa, e eu não sabia se queria terminar de ler logo por estar empolgado e querer descobrir o mistério ou porque já estava de saco cheio. Também não fui cativado pelo protagonista, ao ponto de torcer por ele. Eu torci mesmo foi pelo desfecho! Acho que o enredo poderia ser mais linear, e que isso traria uma melhor experiência de leitura. Só de pensar em tudo já dá um pouquinho de dor de cabeça. Mas os thrillers estão aí pra isso, não?

Os direitos do livro foram comprados pela Big Kid Pictures. A história será adaptada para os cinemas por Craig Wright (Lost, Six Feet Under, The Pavilion) e produzida pelo próprio Gregg. O autor já trabalhou no canal ABC e escreveu roteiros para os estúdios Warner Bros., Paramount e MGM; ele também colabora com a Marvel e a DC Comics em vários quadrinhos.

Estou curioso para saber as opiniões de pessoas que já leram esse livro. Então não hesite em deixar seu comentário pra gente debater! Ah, se soltar algum spoiler não esquece de avisar pra não estragar a surpresa de quem não leu. E se você não leu também pode e deve deixar um comentário com sua opinião e expectativa. ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário