27 de jun de 2012

Resenha: O Garoto no Convés, de John Boyne

O Garoto no Convés (Mutiny on the Bounty) - John Boyne
Sinopse: Aos catorze anos de idade, o órfão John Jacob Turnstile perambula pelas ruas de Portsmouth, no sul da Inglaterra, cometendo pequenos furtos. Dois dias antes do Natal de 1787, porém, o que tem início como apenas mais uma delinquência resulta numa série de acontecimentos que mudarão sua vida para sempre. Para escapar da prisão, embarca às pressas num navio da marinha inglesa na função de criado do capitão. Seu plano é fugir na primeira oportunidade, mas o que o aguarda é uma aventura de proporções épicas, na qual não faltarão conflitos entre os membros da tripulação, tempestades, portos exóticos, ilhas paradisíacas e um motim que acabaria por se tornar o mais famoso na história naval.

O Garoto no Convés
Autor: John Boyne
Título original: Mutiny On The Bounty
Editora: Companhia das Letras
Avaliação: 5/5


Antes de tudo, preciso dizer que a Companhia das Letras acertou em cheio ao mudar título e capa do livro original. Temos no Brasil, de longe, a melhor capa! Esta pode parecer simplesmente "marketeira", mas não precisa sequer chegar na metade do livro para saber que "O Garoto no Convés" é um título muito mais apropriado, atrativo e misterioso. Ainda assim, o marketing também é válido. As listras não indicam nenhum pijama; dessa vez se sobrepõem à cordas. Não é necessário ver o nome do John Boyne para deduzir que o livro é do mesmo autor de "O Menino do Pijama Listrado." Fica fácil para o leitor que leu e gostou deste último não hesitar em levar seu "irmão" pra casa, e esperar repetir a dose de boa leitura. E repetirá.

O Garoto no Convés é bem maior que O Menino do Pijama Listrado, mas traz a mesma essência: um acontecimento histórico sob a perspectiva de um garoto inocente. John Jacob Turnstile, o nosso protagonista e narrador de catorze anos, está empenhado num de seus ofícios, que é realizar pequenos furtos pelas ruas da sua cidade. Ele é órfão e vive na casa do senhor Lewis, homem que não traz boas recordações ao garoto. Turnstile logo avista um relógio saindo do bolso de um fidalgo que estava na livraria, mas é surpreendido quando o homem puxa conversa com ele. O garoto mal podia imaginar que esse encontro mudaria o rumo da sua vida completamente.

Os ricos sempre consideram ignorantes os garotos como eu, mas às vezes demonstram ignorância igual ou maior, se bem que de outro tipo.

Turnstile pensou que tinha sido descoberto em sua tentativa de roubo, mas o fidalgo parece querer ter uma conversa amigável com o menino. Ainda assim, isso não impede que John Jacob surripie o relógio de sua vítima, e depois seja surpreendido por um policial o acusando. Uma verdadeira confusão é gerada na rua, várias pessoas confirmam que ele é mesmo um ladrãozinho, o que não favorece sua situação. Muito se desenrola até que, para se livrar da prisão, Turnstile aceita a proposta de ir numa viagem de barco como criado do capitão William Bligh. Mas não é tão simples assim. Muita coisa ainda acontece desde o furto até o surgimento dessa alternativa de pena.

Ninguém consegue enfrentar a vida sem que a sorte lhe sorria um pouco de vez em quando (...).

Sem saber o que lhe espera, John Jacob ingressa no Bounty. Se você, como eu, nunca tinha ouvido falar desse navio e de sua missão, pule para o próximo parágrafo, porque você descobrirá no que Turnstile se meteu junto com ele, e a leitura será ainda mais legal! Mas se você já conhece a história, sabe que o Bounty tinha como missão levar mudas de fruta-pão de Otaheite (Taiti) para as colônias inglesas nas Índias Orientais (especificamente na Jamaica). E o que parecia ser a missão mais organizada da História acaba num motim. 

O criado acaba criando um ótima relação com o capitão Bligh e aprendendo muita coisa sobre a vida no mar. O Garoto no Convés traz uma perspectiva inocente, curiosa e engraçada de Turnstile. Mas o garoto não é tão inocente assim. Ele foi bastante maltratado pelas circunstâncias da vida em Portsmouth, circunstâncias que várias vezes assombram sua mente durante a viagem e o fazem desejar nunca mais voltar pra casa.

Eu fiz uma careta, mas tentei não manifestar meu desprezo por aquelas palavras; ele parecia ignorar o quanto me insultava. Mas logo me dei conta de que um homem da classe dele não chegava sequer a imaginar que era possível insultar um membro da minha.

Demorei bastante para terminar de lê-lo. Não porque a narrativa seja muito lenta, mas porque não tive pressa (um pouquinho de falta de disciplina também contou). John Boyne consegue de forma divertida e incansável entreter os leitores, e ainda deixá-los curiosos para saberem mais sobre os fatos históricos que deram base para seus romances. O Garoto no Convés se mostra uma aventura divertida e prazerosa de ser lida. Não descarte esta leitura por não gostar de História. O livro não é documentativo. Ele traz a história do HSM Bounty como se você estivesse vivendo o momento. Foi um tempo de leitura muito enriquecedor. Nunca pensei que acompanhar as aventuras de um garoto de catorze anos num navio seria tão bacana.

Ah! O motim do Bounty foi tema de vários filmes. Há produções de 1935 (O Grande Motim), 1962 (O Grande Motim) e a mais recente de 1984 (Rebelião em Alto Mar). Já marquei os três como "quero ver" no Filmow, mas é uma pena que nenhuma traga o personagem fictício de John Boyne.

24 de jun de 2012

Na Minha Caixa de Correio #5

Na Minha Caixa de Correio - MúsicaTVetc
Meme criado pela Kristi do blog The Story Siren

• Links:
- Resenha de O Menino do Pijama Listrado
- Faça o download do aplicativo do blog!
- Siga o blog no Twitter
- Curta no Facebook
- Siga no Google Plus

• Chegou:
- Amanhã Você Vai Entender, de Rebecca Stead
- Você Está Sendo Vigiado, de Gregg Hurwitz (cortesia)

16 de jun de 2012

Futuras Leituras #2

Paper Towns - John Green
Sinopse: Quentin Jacobsen passou a vida amando de longe a magníficamente ousada Margo Roth Spiegelman. Então, quando ela abre uma janela e sobe para a vida dele – vestida como um ninja e o convocando para uma engenhosa campanha de vingança – ele vai atrás. Depois que a noite dos dois acaba e um novo dia começa, Q chega na escola e descobre que Margo, sempre um enigma, se tornou um mistério. Mas Q logo descobre que há pistas, e elas são para eles. Impelido por um caminho desconectado, quanto mais perto ele chega, menos Q vê da garota que ele achava que conhecia.
O que não falta é elogio para John Green pela internet. Resenhas em textos, resenhas em vídeos... Tudo que li e ouvi foram elogios. Decidi que o primeiro livro que eu leria dele seria Paper Towns; já comprei e estou numa espera ansiosa pra que ele chegue! O autor tem um livro publicado no Brasil, que é "Quem é você Alasca?". Não encontrei informações para o lançamento de Paper Towns por aqui, mas sei que A Culpa é das Estrelas (The Fault In Our Stars) será lançado em julho pela Intrínseca.

Deslembrança (Forgotten) - Cat Patrick
Sinopse: Em Deslembrança, quando London Lane recosta a cabeça no travesseiro à noite e dorme, cada mínimo detalhe do dia que passou desaparece de sua memória. Pela manhã, restam-lhe apenas lembranças do futuro: pessoas e acontecimentos que ainda estão por vir. Para conseguir manter uma rotina minimamente normal, London escreve bilhetes para si própria e recorre à sempre fiel melhor amiga. Já acostumada a tudo isso, ela tenta encarar a perda de memória mais como uma fatalidade do que como uma limitação.
A vontade de ler Deslembrança veio logo depois de assistir ao book trailer. O livro é curto, tem apenas 256 páginas, mas traz um enredo que promete manter o leitor preso às páginas até o fim da história. A Paramount Pictures comprou os direitos para produzir um filme do livro, trazendo a atriz Hailee Steinfeld no papel da protagonista London. Aí vai o trailer que me deixou muito curioso pra ler:


10 de jun de 2012

Por trás das novas capas da Sarah Dessen #SemanaDessen

The Truth About Forever - Sarah Dessen

Se você ainda não conhece a autora Sarah Dessen, leia o primeiro post especial da #SemanaDessen. Vai lá, eu espero você ir e voltar. :-)

Essa história de "por trás das novas capas da Sarah" começou quando eu estava compartilhando as imagens das novas capas lindas com uma amiga pelo MSN (que deixou de ser MSN há muito tempo, mas todo ser vivente continua chamando ele assim). Foi quando olhei com mais atenção para a nova capa de Along For The Ride...

‒ Olha lá a capa da Sarah Dessen de novo!

Acho que esse cinto do short foi feito no Photoshop! Vê direitinho... ._.

‒ Sim, o cinto. Esse short também tá é estranho... ._.

‒ Será que na foto a menina tava de biquíni? xD hahahaha

‒ Um brilho diferente, né? Nem duvido, viu... ._.

‒ ACHEI! :0

‒ O quê, menino? o_O

9 de jun de 2012

Análise: Regina Spektor - What We Saw From The Cheap Seats

Regina Spektor - What We Saw From the Cheap Seats

Após quase três anos desde o lançamento do seu último álbum de inéditas, o "Far" (maravilhoso, por sinal), Regina Spektor (cantora, compositora e pianista) está de volta com What We Saw From The Cheap Seats. Desde já, aviso que não tenho conhecimento técnico suficiente para avaliar esse álbum, mas não imagino outra nota para ele que não seja dez, sem dúvidas. Eu conheci a cantora em 2008 naquela novela do "beijinho doce que ele tem". Sim! Você deve se lembrar de Fidelity na trilha sonora de A Favorita. E que descoberta!

O estilo musical de Regininha (sim, sou íntimo, com licença) é tão difícil de ser definido que, na maioria das classificações, você irá encontrar a palavra "alternativo"; mas todos sabem que "alternativo" não define gênero musical nenhum, por ser um termo bem relativo. Mas pouco importa a definição do gênero de sua música, o que importa é que é música boa, muito boa. What We Saw From The Cheap Seats estreou em 3º lugar na Billboard. Vamos aos comentários faixa-a-faixa do álbum, que é recheado de qualidade lírica, vocal e instrumental (e ainda tem um projeto gráfico todo lindo!).

7 de jun de 2012

Perfume com cheiro de livro novo? Ele existe!


Se você adora o cheirinho de um livro novo, essa é pra você! Gerhard Steidl e Geza Schoen criaram uma fragrância com cheiro de livro novo. Consegue pensar numa embalagem melhor para o perfume que não seja um livro? Pois é! O vidro do Paper Passion vem dentro de um recorte de páginas vermelhas, e traz um alerta: "For Booklovers" (para os amantes de livros). O livro também traz textos de Karl Lagerfeld, Günter Grass, Geza Schoen e Tony Chambers. A embalagem sensacional e elegante é assinada por Karl Lagerfeld e Steidl.


"Você tem um livro, você abre e há um frasco dentro, que tem cheiro de livro. Isso pode ser sutil, mas a ideia tem uma simplicidade, uma linearidade," diz o perfumista Geza. A descrição do produto, no site oficial, diz que ele deve relaxá-lo, como quando você lê um livro, para um nível de meditação e concentração. O perfume custa 115 dólares, o que vale, atualmente, um pouco mais de 230 reais. Quem (assim como eu) ficou curioso pra sentir o cheiro e verificar se é fiel ao natural? Será que se eu usar esse perfume as pessoas reconhecerão o cheiro? "Mas que cheiro de livro que você tem!"


Futuras Leituras #1

A Lista Negra (The Hate List) - Jennifer Brown
Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? Essa é a história de Val e Nick. Eles são dois adolescentes que se conhecem no primeiro ano do ensino médio e se identificam de imediato. Val convive com pais ausentes, que brigam o tempo todo e só criticam suas roupas e atitudes. Nick tem uma mãe divorciada que vive em bares atrás de novos namorados. Os dois são alvo de bullying por parte de seus colegas do Colégio Garvin. Nick apanha dos atletas e Val sofre com os apelidos dados pelas meninas bonitas e populares. Ambos compartilham suas angústias num caderno com o nome de todos e tudo que odeiam, criando um oásis, um local de fuga, um momento de desabafo, pelo menos para Val. Já Nick não encara a lista e os comentários como uma simples piada. Há alguns meses, ele abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista das pessoas e das coisas que ela e Nick odiavam. A lista que ele usou para escolher seus alvos.
A primeira vez que vi a capa desse livro foi em alguma página da internet. Não dei valor nenhum, e não tive o mínimo interesse por ele. Foi só após ler a sinopse, dias depois, que vi que era um livro de conteúdo. Convenhamos, essa capa não faz jus à profundidade e seriedade da história abordada. Parece capa de livro infantil e cômico, algo meio "Diário de Um Banana" e afins. Acho que foi um erro feio da editora... Mas isso não irá me impedir de comprá-lo, ainda mais depois da Pâm, do Garota It, quase chorar no vídeo em que ela fala sobre ele. Quero ler o mais breve possível! Você pode ler um trecho do livro aqui.

Resposta Certa (Starter For Ten) - David Nicholls
Sinopse: Em 1985 o estudante universitário Brian Jackson apostas todas as suas fichas em um programa de TV. Para conquistar a garota de seus sonhos, ele precisa ganhar, a qualquer custo, o jogo de perguntas e respostas. A irresistível comédia é de David Nicholls, também autor de Um dia — best-seller mundial com mais de 150 mil exemplares vendidos no Brasil.
O primeiro e único livro do David Nicholls que li, até agora, foi o faladíssimo Um Dia (leia a resenha para saber minha humilde opinião sobre ele). Quando soube que a Intrínseca lançaria mais um livro dele no Brasil, logo desejei ler. O livro é de 2004, foi publicado lá fora bem antes de Um Dia. Será uma versão europeia de Sua Resposta Vale Um Bilhão? Enfim, é um livro que eu compraria nem que fosse apenas pela capa. Cores lindas (me ignorem)! Espero que valha a pena. Resposta Certa chega dia 18 de junho nas livrarias.

6 de jun de 2012

Você conhece Sarah Dessen? #SemanaDessen

Sarah Dessen

A Dayse D. do Nem Um Pouco Épico e a Giu Fernandes do Amount of Words criaram a #SemanaDessen. Nessa semana elas farão posts diários sobre a autora Sarah Dessen (que elas amam!). Confesso que não me sentia muito atraído pelos livros da Sarah, que parecem ser bastante femininos, mas já ouvi a Giu falar TANTO dela que bateu vontade de ler. E parece que seus livros são recheados de reflexões e dramas, o que eu amo (não é à toa que assisto Grey's Anatomy). A vontade foi confirmada depois do lançamento das novas capas dos livros da autora, que ficaram lindas! Elas continuam seguindo um padrão, mas, ao meu ver, ficaram muito mais atraentes. O que uma Avant Garde não faz, não é mesmo? Espero que essas edições sejam lançadas no Brasil também.

Sarah Dessen nasceu no dia 6 de junho de 1970 (sim, hoje é o aniversário dela!), é filha de dois professores universitários, e sempre esteve próxima do mundo literário. Sua mãe é especialista em literatura clássica e seu pai especialista em Shakespeare. Na biografia publicada em seu site oficial, Sarah diz se sentir sortuda de ter tido um grande grupo de amigas no ensino médio, que inspiraram várias das histórias em seus livros. Ela estudou escrita criativa e se graduou com licenciatura em Inglês, na mesma universidade em que seus pais ensinavam.

Após a faculdade ela trabalhou como garçonete numa franquia da Flying Burrito, restaurante de comida mexicana. Ela escrevia durante o dia e trabalhava durante a noite. Seu primeiro livro publicado foi That Summer, mas foi só após a publicação que ela recebeu uma oferta de emprego como professora e deixou seu emprego de garçonete. Sarah diz que, às vezes, sente saudades, pois era um bom emprego para uma escritora. BEIJO PRA QUEM LEMBROU DA EM, PERSONAGEM DO LIVRO UM DIA, DO DAVID NICHOLLS. <3

Todos os seus livros trazem protagonistas do sexo feminino, e são da categoria YA (Young Adult, ou Jovem Adulto), do sub-gênero "Coming of Age". Este se trata, basicamente, de personagens jovens em processo de amadurecimento. Nas palavras da Dayse D., os livros da Sarah trazem "histórias mais do dia-a-dia, talvez considerada “entendiante” para muitos, mas que tem seu valor. E BELEZA!"

Se me perguntassem qual livro da Sarah Dessen eu compraria agora eu responderia, sem dúvidas, That Summer. Por quê? Porque você leu a sinopse e gostou? Não! Porque a capa nova é linda (sim, eu compro livros pela capa)! :^D A autora tem 10 livros publicados, mas apenas 3 no Brasil, sendo eles: "Just Listen" pela Editora Farol, e  "A Caminho do Verão" (Along for the Ride) e "O Que Aconteceu Com o Adeus" (What Happened to Goodbye) pela Editora iD. Siga Sarah Dessen no Twitter.

UPDATE: A Editora iD divulgou hoje que o livro That Summer será lançado no segundo semestre desse ano!

Abaixo estão minhas favoritas entre as novas capas. Você pode ver outras nesse link.

Novas capas (new covers) - Sarah Dessen

De roupa nova!


Sim, é verdade! O MúsicaTVetc tá de roupa nova! Na última semana ele provou uma roupa parecida, mas desistiu de última hora. Achou uma quase igual, mas muito melhor, e decidiu vestir de vez. Eis aqui o novo visual do blog. Gostou?

O fundo continua mesmo, só mudou a coloração. Aliás, ele foi feito por um amigo, o Paulo Accioly. O logo traz um azul, um rosa e um verde em tons bem "divertidos". Eu gostava do modelo anterior, mas já estava querendo algo diferente. O blog volta a ter duas colunas.

O visual das páginas no Twitter, Facebook também já mudaram. Espero que gostem! E pra finalizar, vamos ouvir a musiquinha (uma das) que me acompanhou durante o trabalho árduo. Vem dançar! :-)


4 de jun de 2012

Filme: Branca de Neve e o Caçador

Branca de Neve e o Caçador (Snow White and the Huntsman)

Sinopse: Em Branca de Neve e o Caçador, tem início uma nova visão de tirar o fôlego da lendária história. Kristen Stewart (Crepúsculo, On the Road) interpreta a única pessoa na terra mais bonita do que a malvada Rainha Ravenna (a vencedora do Oscar® Charlize Theron, de Prometheus, Hancock), que está decidida a destruí-la. Porém o que a tirana má nunca imaginou é que a jovem que ameaça seu reinado vem treinando a arte da guerra com o caçador (Chris Hemsworth, de Thor, Os Vingadores) que foi enviado para capturá-la. Sam Claflin (Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas) se une ao elenco de estrelas como William, o jovem duque que há muito tempo é encantado pela rebeldia e inata pureza de Branca de Neve.

Fui assistir à Branca de Neve e o Caçador bem animado. O filme prometia efeitos e animações impecáveis, além de uma versão mais adulta e sombria de "Branca de Neve e os Sete Anões". Isso tudo está lá.

Branca de Neve (Kristen Stewart) vive como prisioneira de Ravenna (Charlize Theron), após esta ter assassinado seu pai e tomado o poder do reino dele, num plano previamente arquitetado. Ravenna vive sob o feitiço/maldição/pacto que sua mãe a fez fazer quando ainda era criança. Ela tem o poder de se alimentar da juventude das pessoas, mantendo assim sua própria beleza, o que fortalece seu poder. O que ela não esperava (só ela, porque todo mundo já sabia, né? haha) é que sua prisioneira e enteada Branca de Neve se tornou mais bela do que ela, e pode comprometer sua soberania. A solução para manter seu reinado é matar a garota, mas não vai ser tão fácil assim.

Branca de Neve e o CaçadorRavenna - Branca de Neve e o Caçador

Branca de Neve consegue fugir, obrigando a rainha má a mandar um caçador (Chris Hemsworth, de Thor) em sua busca. O caçador viúvo aceita a ordem com a promessa de que Ravenna trará sua falecida esposa de volta. Quando encontra Branca de Neve descobre que Ravenna não tem poderes para isso e acaba fugindo junto com a garota. Os dois passam a ser alvo do exército sombrio, enquanto o desejo de rebelião contra o reinado de sua madastra cresce dentro de Branca de Neve. No meio dessa fuga, econtrarão perigos e seres encantados pelas florestas. Ah, até os anões (que no filme são oito) aparecerão!

Branca de Neve e o Caçador (Snow White and the Huntsman)Ravenna -  Branca de Neve e o Caçador

No geral é um filme três estrelas, ou seja, bom. Vale a pena pelos cenários, fotografia, animação e a boa pitada sombria ao clássico conto de fadas. O enredo poderia ser muito melhor, mais surpreendente e menos previsível. Muitas coisas foram jogadas simplesmente a favor de um final positivo para Branca de Neve, sem nenhuma explicação plausível para aquilo. Quando você assistir, deverá me entender. O destaque de atuação fica, com certeza, para Charlize Theron. Há quem diga que vilões são mais fáceis de serem interpretados, talvez seja por isso. Mas ela se saiu muito bem, e sua personagem é muito mais legal que a de Kristen, que não surpreende no filme. Já Chris Hemsworth fez o seu papel direitinho, não deixa a desejar.

Junto com o filme, o livro baseado nele (sim, o processo inverso) foi lançado pela editora Novo Conceito. Confesso que estou curioso para ler, e espero que os autores tenham melhorado o roteiro do filme. Você pode ler o primeiro capítulo do livro clicando aqui. Veja a foto do kit do livro:


Filme: Você de Novo

Você de Novo (You Again)


Antes de tudo, tenho que dizer que um dos grandes motivos de eu ter amado esse filme é de que eu não tinha lido a sinopse antes, nem visto o trailer; logo tive boas surpresas. Eu tinha visto uns vídeos dos bastidores no canal E! alguns anos atrás, e desde então fiquei com vontade de assistir. Foi nesse sábado que finalmente lembrei de Você de Novo (You Again) e fui ver o filme. Ah, também é válido que eu diga que fazia tempo que não ria e gostava tanto de uma comédia americana. Porque eu estou "de saco cheio" dessas comédias apelativas. Quais comédias apelativas? Aquelas que precisam ter teor sexual pra (tentar) despertar risos. Acho desnecessáro e, no final das contas, nem tem graça mesmo.

Minha dica, se você curte comédias com teor jovem e familiar, é: vá assistir Você de Novo agora! Não leia sinopses, não veja o trailer. Apenas assista! Gostou de Meninas Malvadas (Mean Girls) e Sexta-Feira Muito Louca (Freak Friday)? Você de Novo vai ser prato cheio! As histórias são diferentes, claro, mas parecem uma junção da essência desses dois filmes. Se, ainda assim, com toda minha empolgação, você quer saber sobre a história, então aí vai um pouco sobre ela (e o link do trailer no final do post)...

Marni (Kristen Bell) não tem boas lembranças do seu tempo no ensino médio. Com baixa autoestima, óculos grossos e um rosto cheio de acne, ela sofreu bastante do que hoje chamamos de bullying. Mas, como diz o ditado, "o que não te mata, te fortalece," e o passado de Marni não impediu de que hoje ela fosse uma profissional linda e bem sucedida. Mas algo de seu passado parece voltar à tona, e atinge Marni e sua família, trazendo suas inseguranças, medos e desejo de vingança de volta.

Você de Novo tem atuações maravilhosas e divertidas. As lindas da Kristen Bell e Odette Annable (aka sósia da Megan Fox), e a talentosíssima da Jamie Lee Curtis e Sigourney Weaver em rixas deliciosas! O filme vai além da comédia e traz, num contexto super despojado, uma reflexão sobre a vingança. Vale a pena? É possível esquecer o passado, aceitar que as pessoas mudam (de verdade) e viver deixando as lembranças ruins para trás? Sim. E isso é um sinal de amadurecimento.

Você pode assistir ao trailer do filme clicando aqui, mas, mais uma vez, recomendo que não assista (esse trailer entrega tudo!). E você? Já assistiu ao filme? Ficou com vontade de ver? Deixe seu comentário! ;-)