29 de mai de 2012

Resenha: Para Sempre, de Kim e Krickitt Carpenter

Para Sempre - Kim e Kirckitt Carpenter (livro)
Sinopse: A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

Para Sempre
Autores: Kim e Krickitt Carpenter
Título original: The Vow
Editora: Novo Conceito
Avaliação: 4/5


Antes de qualquer coisa, Para Sempre traz, sem dúvidas, uma história incrível, além de verídica. Imagine que você case hoje e está todo(a) apaixonado(a) com seu cônjuge. Vocês passam a lua de mel no Havaí, e dois meses depois sofrem um acidente. Seu cônjuge é lesionado no cérebro e sofre de perda de memória recente. Todo esse sonho (como se conheceram, namoraram, noivaram e casaram) foi esquecido por ele(a). E agora?

A história de Kim e Krickitt Carpenter foi fortemente divulgada pela mídia americana anos atrás, mas eu nunca tinha ouvido sobre ela até assistir ao trailer do filme Para Sempre (The Vow), que estreia no Brasil dia 7 de junho (veja o trailer). De cara, já dá para perceber que o filme não é totalmente fiel aos fatos, mas promete continuar com uma história impactante. A edição do livro publicado pela Novo Conceito está impecável. Só é uma pena que não traga nenhuma foto do casal na vida real como na edição americana.

Primeiro casamento de Kim e Krickitt (Para Sempre)

O primeiro contato de Kim com Krickitt foi por telefone (como, exatamente, não direi, mas foi de uma forma bem curiosa! haha). A partir daí os dois se telefonaram mais vezes, marcaram encontros, e o relacionamento foi avançando até que se casaram. Após dois meses de casados, iam rumo à casa dos pais de Krickitt, em Phoenix, numa viagem de carro, para passar o Dia de Ação de Graças, e sofreram um acidente que mudou completamente suas vidas. Krickitt, após o ocorrido, sofre uma lesão grave na cabeça causando perda de memória recente. Ela não mais reconhece Kim.

 Carro após o acidente (Para Sempre)
‒ Krickitt, quem é seu marido?
Krickitt olhou para mim novamente, e voltou a olhar para o terapeuta. Eu tinha certeza de que todos podiam ouvir meu coração batendo enquanto eu esperava, em meio ao silêncio e ao desespero, pela resposta da minha esposa.
‒ Não sou casada.

Vale a pena conhecer essa história, e é por isso que classifico Para Sempre como um livro muito bom. Apesar disso, poderia ser desenvolvido melhor. O "pré-acidente" é até bem detalhado, mas o fator mais interessante, que é exatamente COMO ele a reconquistou após o acidente, é explorado de uma forma vaga e pobre. O que acaba afetando toda a leitura, já que, como diz na contracapa, "Para Sempre é uma história verdadeira sobre a reconstrução de um casamento." Também faltou mais da visão de Krickitt, que ficou bastante omissa na maior parte do livro.

Kim e Krickitt Carpenter atualmente (Para Sempre)

Para mim, não ficaram dúvidas quanto ao amor de Kim por Krickitt. A fé é um fator forte no relacionamentos dos dois, que já eram cristãos antes do acidente. Para algumas pessoas, pareceu que eles só seguiram em frente por já terem se casado antes, para continuarem no compromisso que tinham feito com Deus. Mas não foi só por isso. Tente imaginar o turbilhão na mente de Kim. É claro que ele amava sua esposa, e foi totalmente motivo por amor + fé para lutar por ela de novo. Desistir seria mais fácil, mas não era isso que ele queria. Ele queria sua esposa de volta, e conseguiu. Não a Krickitt que lembrasse do que tinham vivido antes, mas a Krickitt que o amou. De novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário