21 de jan de 2012

Resenha: O Céu é de Verdade, de Todd Burpo

Sinopse: Primeiro lugar absoluto nas listas de best sellers do The New York Times e do site Amazon, O céu é de Verdade conta a história real de Colton, um menino que, aos quatro anos, quando passava por uma cirurgia de emergência, viveu uma experiência inusitada: seu espírito foi transportado ao céu, onde viu coisas extraordinárias, inclusive o trono do próprio Deus.

Narradas por seu pai, mas frequentemente nas palavras do próprio Colton, as experiências relatadas em O céu é de Verdade revelam a realidade e a esperança do Paraíso e do Criador.

O Céu é de Verdade
Autor: Todd Burpo com Lynn Vincent
Título original: Heaven is for Real
Editora: Thomas Nelson Brasil
Avaliação: 5/5

A primeira vez que ouvi falar de O Céu é de Verdade foi através de uma amiga. Ela, por sua vez, soube do livro pela recomendação da cantora Ana Paula Valadão durante a cantata de Natal da Igreja Batista da Lagoinha, exibida no canal da Rede Super.

Ao procurar informações sobre o livro eu logo desconfiei de tudo. Eu digo que fui a pessoa mais cética antes de começar a lê-lo; achei que os pais do menino queriam se aproveitar dele para ganhar uns trocados (e bons trocados, afinal o livro é best-seller número 1 do New York Times e da Amazon). Mas toda aquela desconfiança foi embora logo nas primeiras páginas... Na verdade eu nem pretendia comprar o livro, apesar de estar muito curioso para ler. "Se for tudo mentira eu nem quero dar dinheiro para eles!", eu pensei. Mas em dezembro, quando comprei o box da trilogia Millenium no Submarino por R$40, adicionei O Céu é de Verdade no carrinho também, por R$20, assim conseguiria o frete grátis. 

Em O Céu é de Verdade, Todd Burpo, pai de Colton, conta a experiência que seu filho teve quando passou por uma complicada cirurgia de apendicite após um diagnóstico errado de outro médico. O menino lhe contou de forma bem natural, e até um pouco aleatória, que foi ao céu enquanto estava desacordado durante a cirurgia. A família (Todd e sua esposa Sonja, juntamente com Colton e sua irmã mais velha, Cassie) estava indo, numa viagem de carro, rumo à casa do irmão de Sonja na Dakota do Sul. Quando passavam próximo ao hospital onde Colton havia sido operado o pai brincou: "Ei, Colton, se virarmos aqui, podemos voltar para o hospital. Quer voltar para o hospital?" (...) "Você se lembra do hospital, Colton?", perguntou sua mãe. E então o menino soltou o primeiro vestígio de sua experiência sobrenatural: "Sim, mamãe, eu me lembro. Foi ali que os anjos cantaram para mim."

Em meio a tanta surpresa, os pais do menino se veem surpreendidos quando seu filho fala sobre acontecimentos que definitivamente não sabia. Colton conta que viu sua irmãzinha no céu, mesmo sem saber que sua mãe tivera um aborto antes de ele nascer, e isso nunca foi contado aos seus filhos. Colton também diz que "saiu do seu corpo" e viu sua mãe conversando no telefone celular na sala de espera, algo que realmente aconteceu, e ele, com certeza, não teria como saber sem que ninguém o tivesse contado.

Todd Burpo conta não só a história do filho que "foi ao céu e voltou para contar". O livro é bem explicativo, e não se limita a contar fatos isolados. A história de superação do próprio Todd Burpo, que passou por poucas e boas antes do filho, é relatada também. E a cada novo relato de Colton, descobrimos mais coisas que envolvem seus pais e até seus avós. É um livro apaixonante, curioso, intrigante e, muitas vezes, divertido e engraçado. Eu terminei a leitura acreditando em tudo. Eu penso que não tenho nada a perder se crer e for mentira, em contrapartida perco muito se eu não crer e for verdade. E se você nem em Deus acredita, leia este livro como uma ficção, por que não!? Vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário