29 de ago de 2011

VMA 2011 e o #CALABOCAR7



Antes de tudo, não, eu não assisti ao VMA desse ano. O que me leva a criar um post sobre o evento é a sua repercussão na internet, principalmente no Twitter.

Todos sabem (ou ao menos deveriam) que o Twitter está cheio de adolescentes frenéticos que, todos os dias, tuitam assuntos relacionados a seus gostos musicais, seu dia na escola, suas séries favoritas e, claro, suas grandes revoltas. São milhões de "seres infectos" (me apropriando do termo usado pelo Marcelo Tas) enchendo a internet de lixo a cada segundo. E bastou uma matéria de Odair Braz Junior no site R7 para gerar uma crise estúpida entre os cegos telespectadores do VMA 2011, que aconteceu na noite passada.

A matéria critica mal o evento, mas não está sozinha. O site Judão, do UOL, também publicou um texto nada exaltador sobre a premiação. Ainda assim, é a hashtag #CALABOCAR7 que neste momento reina em segundo lugar no Trending Brasil do Twitter. O que não falta são comentários relacionando a matéria à emissora de televisão Record (dona do site), e comparando o VMA com o reality A Fazenda. Mas fica a dúvida: o que Odair Braz Junior e a sua opinião tem a ver com A Fazenda?

Foquemos no VMA. O evento foi recheado de estrelas adolescentes, rappers, cantoras do pop com seus "looks" ridículos (que mesmo sendo ridículos estão na moda, ainda que só entre elas), e apresentações grotescas. Os premiados na maioria das categorias foram Katy Perry, Britney Spears, Nicki Minaj, Lady Gaga e Justin Bieber. O evento teve direito a tributo à Britney Spears, o que, convenhamos, é estritamente necessário. E Beyoncé, por algum motivo, resolveu divulgar que está grávida justamente durante o evento. Bem, são fatos que revelam o naipe da grande premiação, defendida por milhares de... adolescentes na rede.

É de se esperar de uma emissora como a MTV, que em nada contribui para o menor avanço da sociedade. E, antes que as comparações com a Record voltem, e sem querer defendê-la, é claro que esta tem no mínimo uns dois programas que tem um conteúdo decente. Já a MTV serve como precursora da cultura pop e banalização da mente dos jovens e adolescentes.

Eu ouço música pop, e sei que há qualidade nesse estilo, mas também sei que muita coisa que me entretém é, na realidade, uma porcaria. Eu não vou defender algo que eu escuto/vejo, mas que sei que é ruim, só pelo fato de que eu escuto/vejo. As pessoas precisam ter a consciência de que nem sempre vender e fazer sucesso é resultado de talento e qualidade. Seu artista favorito pode estar fazendo um grande sucesso, vender muitos discos e te entreter; mas, mesmo assim, você pode ter a decência de assumir que o que ele produz é lixo, pelo menos comparado a outros artistas que produzem música com conteúdo e qualidade. Aceitar qualquer coisa que a mídia e os Estados Unidos produzem é ignorância e desespero.