23 de nov de 2013

5 motivos para amar Olaf, personagem de "Frozen", o novo filme da Disney

Olaf - Frozen: Uma Aventura Congelante

Frozen: Uma Aventura Congelante é a mais nova animação da Disney. O filme estreará no dia 27 de novembro nos Estados Unidos, mas só chega por aqui no dia 3 de janeiro. O filme conta a jornada de Anna ao lado do radical alpinista Kristoff e da sua leal rena Sven para encontrar sua irmã Elsa, cujos poderes gelados condenaram o reino de Arendelle a enfrentar um inverno sem fim. Numa corrida contra o tempo para impedir o reino de ser destruído, Anna e Kristoff encontrarão trolls místicos, baixíssimas temperaturas e muita magia em todos os lugares (obrigado pela sinopse, Disney!).

Frozen promete ser ainda mais divertido que Enrolados, e boa parte disso se deve ao personagem que, com certeza, vai roubar toda cena do filme: Olaf! Quer saber quais são as 5 razões pra você amá-lo desde já? Então continua depois do pulo! VEM, TEM GIF!

22 de nov de 2013

Resenha: Seis Coisas Impossíveis, de Fiona Wood



Título original: Six Impossible Things
Editora: Novo Conceito | Páginas: 272
Ano de lançamento: 2013
ISBN: 978-85-8163-325-1
Seis Coisas Impossíveis é um lançamento de outubro desse ano da Editora Novo Conceito. Escrito pela australiana Fiona Wood, que é formada em Artes e é roteirista de TV, Seis Coisas Impossíveis é o livro de estreia da autora, lançado originalmente em 2010.

Nosso personagem principal e também narrador é Dan Cereill. O garoto de 14 anos está passando pela pior fase de sua vida. Seu pai faliu, assumiu que é gay e se separou de sua mãe, tudo de uma vez só! A casa que a família morava é tomada pelo banco e leiloada. O garoto vai morar com sua mãe numa casa antiga da tia-avó dela que faleceu. Sua mãe apenas tem o direito de usufruir da casa enquanto estiver viva, pois após isso a casa será tombada pelo Patrimônio Histórico. Agora sem pai, com a mãe desempregada, sem grana, sem casa própria e o conforto que estava acostumado, Dan ainda tem que encarar uma nova escola. Em meio a tudo isso, surge uma bela "distração" para ele: Estelle, a vizinha por quem ele se apaixona. É aí então que Dan cria uma lista de seis coisas impossíveis:


1. Beijar Estelle
2. Arrumar um emprego
3. Dar uma animada na mãe
4.Tentar não ser um nerd/loser completo
5. Tentar falar com o pai quando ele liga
6. Descobrir como ser bom

19 de nov de 2013

Finalmente aqui: Livraria Leitura do Parque Shopping Maceió

Livraria Leitura - Parque Shopping Maceió

Na quinta-feira retrasada, dia 7 de novembro, o Parque Shopping Maceió foi inaugurado. É... Mais um shopping pra saciar as necessidades consumistas do povo alagoano! O novo shopping traz várias lojas que são novidades por aqui; mas vamos focar na única coisa que interessa: a Livraria Leitura! ♥

Desde que eu soube que uma livraria decente finalmente abriria as portas na minha cidade, entrei num estranho processo de empolgação. Quando faltavam poucos dias para a inauguração, eu já estava procurando fotos do local na internet... Deixemos minha empolgação de lado e vamos falar dessa coisa linda, espaçosa e recheada de livros!

30 de ago de 2013

5 livros do gênero jovem adulto pra você ficar de olho!

Livros pra ficar de olho!

Olá, galera! No post de hoje, vim falar sobre 5 livros que têm recebido boas críticas lá fora e que você já pode (e deve) ficar de olho, ou pra comprar o original no Book Depository (se você for do tipo que não aguenta esperar!) ou pra torcer pra que as editoras nacionais os lancem no Brasil. A maioria deles vêm da lista dos melhores livros dos gêneros Teen e Young Adult do primeiro semestre de 2013 da Amazon americana, outros foram descobertas de quando eu passeava pelo Publishers Weekly. Continua depois do pulo!

29 de ago de 2013

Resenha: O Enigma da Borboleta, de Kate Ellison



Título original: The Butterfly Clues
Editora: Leya | Páginas: 312
Ano de lançamento: 2013
ISBN: 9788580447408
O Enigma da Borboleta é um lançamento de março desse ano da Editora Leya. Romance de estreia de Kate Ellison, o suspense tem Penelope Marin como protagonista. Penelope, ou simplesmente Lo, é uma adolescente com TOC (transtorno obsessivo compulsivo) e cleptomania. Numa saída noturna pela cidade, após cometer um pequeno furto, Lo ouve sirenes e resolve se esconder no terreno de uma casa. Encostada na parede, abaixo de uma janela, a jovem ouve um barulho. Tiro. E ele veio em direção à janela acima dela. Assustada e com a mão esquerda sangrando, Penelope foge e finalmente consegue pegar um ônibus de volta pra casa.

No dia seguinte, sua mãe comenta com ela sobre o assassinato de uma garota e Penelope logo se dá conta de que quase presenciou esse crime. A garota morta morava na casa onde ela tinha se escondido na noite anterior. Como que por força do destino, as páginas seguintes envolvem Lo à vítima Sapphire, e a nossa protagonista logo se vê determinada a descobrir quem a matou e quais foram as razões. Em meio ao mistério em torno do crime, Lo também enfrenta os rastros que a morte de seu irmão Oren deixou: um pai distante, uma mãe depressiva e a acentuação de seus transtornos comportamentais. Ah, sem esquecer do Flynt (!), um garoto muito amigável e cativante, mas que é uma incógnita para o leitor e para Penelope. Será que dá pra confiar nele?
O Enigma da Borboleta foi uma surpresa boa. Na verdade, eu não tive expectativas grandes nem pequenas sobre este livro, apenas torci por uma história boa, mas a narrativa e os personagens cativantes me surpreenderam. Penelope é intrigante com suas manias, e Kate Ellison a construiu muito bem. A narrativa em primeira pessoa nos aproxima da personagem e de seus pensamentos, principalmente os que alimentam seus transtornos. Estou quase fazendo o meu tap tap tap banana (você vai ter que ler pra descobrir do que eu estou falando! há!). O desfecho é muito bom, mas não quero demonstrar minhas emoções quanto ao final pra não soltar spoiler!

A capa brasileira é muito bonita e tem uma relação com o TOC de Lo. Mas não sei como está a edição física, já que este foi meu primeiro e-book lido! Sim! Finalmente li um e-book e a experiência foi muito boa. Apesar de ter lido no iPad e não num e-reader, gostei muito do processo de leitura, o que só me deixou mais animado para comprar um Kindle. Mas voltando ao livro... Seja versão física ou digital, está super recomendado!